[ editar artigo]

Como foi participar da Academia de Talentos do Instituto CEO do Futuro

Como foi participar da Academia de Talentos do Instituto CEO do Futuro

Em busca de algo a mais

Em 2018 eu me formei na faculdade e a sensação de orgulho foi grande, mas não maior que a sensação de alívio. Quem tem rotina de fazer estágio e fazer faculdade ao mesmo tempo e ainda mora longe do trabalho ou da faculdade ou de ambos (meu caso) sabe como é cansativo. Após muitos anos nessa rotina, tudo o que eu queria era “só” trabalhar por um tempo, nada de emendar uma pós-graduação. Spoiler para os estudantes: a vida depois da faculdade não é muito menos cansativa, viu?!

Após finalizar a maratona escola-cursinho-faculdade fiquei aproximadamente um ano e meio me dedicando inteiramente ao trabalho, até que senti que chegou a hora de fazer algo a mais. Me candidatei na Academia de Talentos atraída pelas palestras de soft skills e com a expectativa de conhecer pessoas novas e me engajar com uma causa.

A experiência foi muito melhor do que eu esperava: todos os sábados uma avalanche de conhecimento e reflexão. Plantaram em mim a semente do desejo da busca pelo auto-conhecimento (essa frase é tão clichê quanto é verdadeira).

Em troca, nós, jovens talentos, tivemos que desenvolver um projeto voluntário para a comunidade Heliópolis. No meu grupo desenvolvemos um projeto voltado à temática da educação. Motivados pelo propósito de ajudar na inclusão das crianças da comunidade no mundo digital (dizem por aí que programação é o novo inglês), criamos o projeto Codando Helipa, que consiste em um curso voltado à crianças de 9 a 13 anos, de introdução ao pensamento computacional utilizando exemplos do cotidiano e introdução à programação com o software educativo Scratch. Foram meses de trabalho em grupo (com pessoas com DISC oposto ao meu) e interagindo com as crianças da comunidade. Com certeza, foram meses fora da zona de conforto. E é fora da zona de conforto que o desenvolvimento pessoal acontece (outra frase clichê e verdadeira).

Essa foi a 1ª turma da Academia de Talentos versão digital, devido à pandemia de Covid-19. Infelizmente não pude visitar Heliópolis, falar pessoalmente com os moradores nem interagir pessoalmente com meu grupo. Com certeza 2020 não foi como ninguém esperava, e muitas pessoas tiveram que adiar seus planos. Mas eu não adiei meu objetivo de fazer algo a mais: participei da Academia de Talentos do Instituto CEO do Futuro e atuei ativamente na construção de um projeto voluntário e me sinto orgulhosa disso, não o orgulho de vaidade, mas o orgulho da auto-motivação. Participar da Academia de Talentos me deu combustível para a minha jornada de auto-conhecimento, e agora eu sei que posso fazer mais.

 

Mariana Braga da Silva

Turma 32

COMUNIDADE CEO DO FUTURO
Ler conteúdo completo
Indicados para você