[ editar artigo]

Como foi o Trajectory Day do CEO do Futuro

Como foi o Trajectory Day do CEO do Futuro

Tivemos no último dia 17 de outubro mais uma edição de um dos eventos que particularmente mais gosto de participar no CEO do Futuro: o Trajectory Day. Para mim é sempre muito rico mediar esse encontro e conhecer a jornada profissional de cada um dos diferentes convidados que recebemos ao longo dos anos e é impressionante observar como cada carreira é desenvolvida de forma singular e única. É um dia em que muitas frases ficam na sua cabeça por horas, dias e meses. Definitivamente é um dia especial. 

Desta vez o evento foi, diferente dos anteriores, 100% virtual - acompanhando as mudanças de um mundo que teve sua transformação digital acelerada pela necessidade do isolamento social. Mesmo sem o tradicional aperto de mão recebemos nossos convidados com o mesmo calor humano e eles também conseguiram colocar brilho nos olhos da nossa platéia virtual.

O encontro começou com o Luciano Ribeiro contando um pouco da sua trajetória no Banco Itaú, empresa em que ele atua há mais de 22 anos. Carreiras longas e prosperas na mesma empresa são cada vez mais raras, mas ele nos contou como fez dar certo e que apesar de estar no mesmo lugar, os desafios são sempre diferentes.

Luciano falou de equilíbrio, de foco, da importância de se definir objetivos e perseguí-los mas também falou muito de família e principalmente de humildade. Nos tirou um pouco o peso das costas ao lembrar que ninguém sabe de tudo e como é normal que nos sintamos inseguros em alguns momentos da vida profissional.
 
Logo após se juntou a nós o Nichollas Marshell, que até teve experiências como colaborador de empresas consolidadas mas que vem construindo sua carreira através do empreendedorismo, criando empresas para resolverem as dores do dia-a-dia. 

Ele nos explicou como é mais fácil conquistar um investidor para seu negócio quando além de uma boa ideia você já tem uma solução pronta. Inclusive uma das frases mais marcantes foi a que ter ideias são importantes mas que executá-las é muito mais.

Para finalizar fomos presenteados com o entusiasmo e a alegria de viver do Geraldo Rufino. Se já tínhamos conversado com Luciano com anos de trabalho na mesma empresa e com o Nichollas com sua veia de empreendedor e algumas start-ups na bagagem, recebemos do nosso último convidado um mix das duas trajetórias: tínhamos um empreendedor nato que aos 11 anos já havia falido seu primeiro empreendimento mas que também durante mais de 15 anos foi um colaborador de carreira tradicional, empreendendo, como ele próprio diz, num CNPJ que não era seu.

Geraldo contou sua história de vida com tamanha energia que quem o escutava podia quase sentir que fazia parte dela. Quanto mais ele contava sobre sua trajetória mais me impressionava como ele conseguia fazer com que tudo parecesse tão simples. Falou sobre humildade como o Luciano, sobre empreendedorismo como o Nichollas e sobre família como se fosse alguém da nossa própria família.

O exemplo dele nos arrastou a entender sua forma de ver o mundo sem complicações. Ele nos explicou como conseguiu reagir tão bem à crise que nos cerca e prosperar em sua empresa. Nos tranquilizou ao ser a prova viva de que não existe pobreza que segure quem trabalha 14 horas por dia e se despediu, não sem antes nos deixar um recado precioso sobre esta crise ser uma grande universidade para reaprendermos a solidariedade, a resgatar a nossa própria humanidade e que este curso - felizmente - já está acabando.

E ai, o Trajectory Day é ou não é um dos melhores eventos do CEO do Futuro?

 


Assista o evento na íntegra no canal do CEO do Futuro no YouTube através do link: https://www.youtube.com/watch?v=m1qh9qGbigE

Saiba mais sobre os convidados desta edição no Linkedin:

Luciano Ribeiro (https://www.linkedin.com/in/lucianoandreribeiro/)
Nichollas Marshell (https://www.linkedin.com/in/nichollasmarshell/)
Geraldo Rufino (https://www.linkedin.com/in/geraldorufino/)

COMUNIDADE CEO DO FUTURO
Ler conteúdo completo
Indicados para você