[ editar artigo]

Minha jornada na T32

Minha jornada na T32

Conhecia o Instituto CEO do Futuro há alguns anos, muitos amigos já participaram da Academia de Talentos, e sempre tive vontade de fazer parte disso também. Voltando do intercâmbio, no início de 2017, fiz o processo seletivo e não passei. Na época, fiquei um tanto quanto frustrada com isso, mas hoje vejo que realmente aquela não era a hora certa para essa jornada.

No início desse ano, formada há um ano, trabalhando, percebi o quanto ficou faltando alguma coisa no meu ano de 2019, aquela sensação de “faculdade ok, trabalho ok, mas e aí? Está faltando alguma coisa!” foi tomando conta de mim ao longo do ano e no início de 2020 essa sensação culminou de uma forma que eu não poderia mais permanecer como estava. Foi então que lembrei daquela vontade antiga que eu tinha de passar pela Academia de Talentos do CEO do Futuro, a fim de encontrar o tão famoso propósito.

Muito mais confiante e consciente da minha jornada e das minhas intenções, resolvi prestar o processo seletivo novamente, e me senti muito mais segura durante ele. Consequentemente, o resultado foi melhor do que da vez anterior: fui aprovada! Fiquei extremamente grata e feliz com essa oportunidade!

Tudo certo, sábados reservados para me dedicar ao programa, agenda programada para ir todo sábado de manhã até a Liberdade para ter as aulas, quando de repente, fomos surpreendidos por um acontecimento inesperado: uma pandemia mundial que fez nos recolhermos às nossas casas e evitarmos contato social.

Mas e agora? E os sábados de conteúdo e projeto social na comunidade? Rapidamente, o programa foi adaptado para ser 100% digital, com palestras online, e também o projeto que teríamos que desenvolver ao longo dele, que em turmas anteriores era desenvolvido presencialmente na comunidade, teria que ser desenvolvido de maneira digital. Logo veio em mim aquela sensação de “E agora? Desenvolver um projeto digital sem conhecer presencialmente as pessoas que serão afetadas por ele? Será que conseguiremos?”, uma baita insegurança!

As semanas foram passando e fui dizendo para mim mesma “Não se apresse, o projeto vai dar certo, você vai ver!”, tentando segurar minha ansiedade e não antecipar problemas futuros. A cada semana, uma etapa do projeto social foi sendo desenvolvida e também um novo conhecimento foi sendo adquirido (desde empatia com o próximo até planejamento financeiro e de carreira e contato com CEOs de grandes empresas) através das palestras do programa. E com isso, fui encontrando algumas respostas para as minhas perguntas e ao mesmo tempo me questionando muito mais do que antes.

Hoje, já na última semana da Academia, olho para trás e fico muito orgulhosa e grata por essa jornada, que foi de longe o melhor acontecimento do meu ano até agora! Foi um mergulho profundo buscando meu auto conhecimento e um crescimento muito grande devido às palestras e ao projeto desenvolvido, que culminou com a criação do Conexão Empreender (um projeto que desenvolvemos com o intuito de ajudar empreendedores de Heliópolis a alavancarem seus negócios)!

Sou muito grata ao Instituto CEO do Futuro pela oportunidade, aos voluntários que fazem tudo isso ser possível de uma maneira brilhante, ao grupo de jovens incríveis que formam a turma 32 e também o meu grupo do Conexão Empreender e aos nossos mentores que nos ajudaram e nos inspiraram nessa jornada!

Vida longa ao Instituto CEO do Futuro, que continue realizando esse trabalho maravilhoso que impacta a vida de tantas pessoas!

COMUNIDADE CEO DO FUTURO
Ler conteúdo completo
Indicados para você