[ editar artigo]

Não sejas gado

Não sejas gado

64 artigos publicados no linkedin

Link da newsletter Provocativo

Não sejas gado

Antes de entrar na faculdade de administração de empresas (Faculdade Strong Business School), eu fiz dois cursos técnicos na Escola Técnica Estadual Lauro Gomes (ETELG), em São Bernardo do Campo. Essa experiência foi de grande valia para o estabelecimento da forma como eu vejo a minha vida profissional. Vou postar aqui no Provocativo alguns textos relacionados ao tempo em que estive por lá.

Começo com esta frase: "não sejas gado", que tem me inspirado desde o curso técnico de logística, e que foi dita pelo meu ex-professor Salvate em um dia comum durante sua aula – que se não me engano era de direito.

Mas por que esta frase me marcou tanto? Porque ela foi dita em um momento no qual eu tinha muitas incertezas sobre quem eu era e poderia ser – e também qual o caminho a seguir dali em diante. Talvez o Salvate nunca saiba o tamanho do impacto que estas palavras tiveram – e ainda tem – na minha vida e na vida das pessoas que estão ao meu redor.

Passei um bom tempo refletindo sobre esta frase, e, quando finalmente entendi seu significado, as coisas ficaram mais claras para mim!

“Não sejas gado” quer dizer não siga a maioria no chamado efeito manada, não faça coisas só porque outras pessoas fazem, não diga coisas só porque outras pessoas dizem, não compre coisas só porque outras pessoas compram, simplesmente questione o status quo, tire suas máscaras sociais de vez em quando, mesmo que desagrade algumas pessoas, enfim, busque ser autêntico.

A autenticidade é importante.

Segundo o Dicionário Michaelis, autenticidade é uma qualidade, condição ou caráter de autêntico, e em termos jurídicos é a propriedade daquilo a que se pode atribuir fé. E isso tem total relação com a sua personalidade; aliás, estudei um pouco a relação entre a personalidade e autenticidade e cheguei neste artigo: “Dicas Para Reforçar Sua Personalidade e Ser Autêntico” muito interessante do blog da Vittude que gostaria de destacar aqui!

A parte do texto que mais me chamou atenção é esta aqui: “Quando a máscara se torna o ‘eu’ da pessoa, ela passa a performar em vez de viver. Assim, em algum momento da sua vida, a frustração e a angústia de não ser quem realmente é tomará conta e causará uma série de estragos emocionais”. Essa constatação é muito valiosa, pois há um custo muito grande em não ser autêntico – e também existem benefícios em ser autêntico.

O texto lista vários benefícios, mas destaco os seguintes:

 

  • ter coragem para resolver conflitos sociais e superar dificuldades;
  • conviver somente com quem lhe quer bem e permanecer longe de pessoas tóxicas;
  • não precisar esconder as suas vontades e emoções;
  • conhecer-se a um nível profundo;
  • possuir mais bem-estar físico e emocional;
  • viver livre de julgamentos (feitos a você e aos outros);
  • combater transtornos mentais originados da distância entre a sua realidade e a realidade que realmente deseja.

Agora, ser autêntico não é uma desculpa para sair tratando mal as pessoas. Há muitas formas de falar o que pensa sem magoar as pessoas ao seu redor. Este é um exercício diário a ser praticado, e com muita humildade eu me incluo nisso também!

Por fim, o texto deixa várias dicas de como ser mais autêntico, e eu escolhi esta aqui para compartilhar com vocês, porque é um dos principais significados – pelo menos para mim – da frase do meu querido ex-professor Salvate: “seja leal a si mesmo”, ou, em outras palavras, “não sejas gado”.

Photo by Jo-Anne McArthur on Unsplash

Texto publicado originalmente no linkedin: Não sejas gado

COMUNIDADE CEO DO FUTURO
Robson Del Fiol
Robson Del Fiol Seguir

Digital Marketing, Innovation, Startups Ecosystem, Advisory Board.

Ler conteúdo completo
Indicados para você