[ editar artigo]

O mundo em 2021, visitado pela Economist (Parte 2/5)

O mundo em 2021, visitado pela Economist (Parte 2/5)

O que esperar de 2021? O “THE ECONOMIST traz uma analise de mais de 50 especialistas sobre o que está por vir em 2021. Confira!  

Tudo o que é repetitivo torna-se virtual e em regime de assinatura.

De igrejas, arte, academias, cinemas, entretenimento. Às vezes iremos frequentar coisas físicas, mas os números não darão para manter as infraestruturas físicas que tínhamos antes. Poucos lugares podem manter alguns modelos abertos. Em breve, serviços sofisticados de RV (Realidade Virtual) para uso doméstico.

Empresas que não investem ao menos 10% em novas tecnologias irão desaparecer.

A empresa tradicional chegou ao fim em 2020. Resta esperar sua morte final. Com recursos limitados, as empresas exigem mais certezas e melhores investimentos. Uma empresa de tecnologia, fresca e nova hoje, pode substituir outra que tem feito o mesmo nos últimos 50 anos. À medida que o modelo de "restaurante virtual" cresceu, muitos serviços copiarão o modelo.

O turismo para entretenimento retorna plenamente fortalecido

No segundo semestre de 2021, sempre acompanhado de muita tecnologia na sua operação, desde a compra, a operação e as experiências a serem recebidas. As pessoas apreciam mais do que nunca visitar a natureza mas com soluções altamente tecnológicas. Locais mais remotos, experiências mais autênticas suportadas com assistência digital 24 horas por dia, 7 dias por semana. A interação é a base do entretenimento do futuro. Faça parte, experimente algo autêntico e descubra informações de forma dinâmica.

O tratamento de dados pessoais torna-se mais delicado e as grandes plataformas vão mudar.

As pessoas voltam a pagar as assinaturas devido ao senso de transparência que isso envolve. Eles vão preferir pagar a doar seus dados. As grandes marcas hoje valem sua credibilidade. Tudo pode ser copiado ou replicado, exceto prestígio. O valor da empresa hoje depende de muitos fatores e não apenas de sua venda anual.

Referência:  Compartilhamento do professor Luiz Alberto Verri

 

O que achou desta analise? Concorda? 

Compartilha conosco quais seus insights desta pesquisa!

 

COMUNIDADE CEO DO FUTURO
Ler conteúdo completo
Indicados para você