[ editar artigo]

Orgulho e Fracasso

Orgulho e Fracasso

Durante minha entrevista para a Turma 33, minha entrevistadora me questionou sobre o que eu mais me orgulhava e sobre o que eu não me orgulhava tanto assim, o engraçado é como as duas coisas são muito interligadas na minha história.

Entrei na graduação aos 17 anos (2013), com muitos sonhos e ambições, mas no meio do caminho me perdi, já não era a melhor aluna, não estudava, não estava feliz em nenhum âmbito da minha vida. Me sentia uma pessoa completamente fracassada e até um tempo atrás olhava essa parte da minha vida como muita vergonha, culpava essa parte por tudo que não saiu como eu queria. Mas foi também foi na graduação que eu disse “agora chega”, era final de 2017 e eu decidi mudar tudo que não estava dos eixos, a graduação, minha saúde mental e também física. Executei pequenas mudanças, comecei a estudar todos os dias mesmo sem vontade, peguei de 9 à 13 disciplinas por 4 períodos da graduação, precisei fazer isso pra formar sem pedir a dilatação, isso me incomodava demais, era o fracasso que martelava todos os dias na minha cabeça. Também comecei a me exercitar todos os dias e me alimentar melhor, as mudanças foram acontecendo. Eu me lembrei na “Ale” de 17 anos, eu consegui ser aprovada em todas as disciplinas, no TCC, emagreci mais de 20kg.

Essa trajetória de muito estudo e vida saudável traz muito orgulho, me mostrou o quanto eu sou forte e determinada, descobri no meu maior fracasso o poder no meu protagonismo e poder de escolha. Fui resiliente com tudo que não saia conforme eu planejava, aprendi a lidar com “nãos”. Esse ano li o livro mindset da PhD. Carol Dweck e entendi onde eu estava, preza no mindset fixo, acomodada e com medo do fracasso, consegui virar a chave e dei a volta por cima, me lembro que eu achava que esse momento nunca ia chegar. Junto com a noticia da aprovação na turma 33, chegou minha aprovação no meu tão esperado estágio para concluir a graduação. Mudei muitos conceitos fixos que tinha na minha cabeça, acredito na mudança, no desenvolvimento e no esforço inteligente. Hoje olho pra aquela época com mais carinho, entendo como ela foi importante para que eu descobrisse minha força, durante toda essa mudança consegui inspirar muitos amigos a mudarem, fazerem coisas diferentes e é essa lição que eu tiro de tudo, quero inspirar positivamente as pessoas por onde eu passar. Convido a quem estiver lendo olhar com mais carinho pro passado, pensar no que o passado te trouxe de bom, o que você aprendeu? O que você pode aprender? Seja gentil com você mesmo.

Por fim, uma frase que me marcou muito nos últimos tempos:
 
“Genius is one percent inspiration and ninety-nine percent perspiration. Great accomplishments depend not so much on ingenuity as on hard work.”

Thomas Edison.

COMUNIDADE CEO DO FUTURO
Alessandra Teixeira Gregatti Longuinho
Alessandra Teixeira Gregatti Longuinho Seguir

Estudante de Química, apaixonada por qualidade, metologias ágeis e gestão de projetos.

Ler conteúdo completo
Indicados para você