[ editar artigo]

Projeto Social CODANDO HELIPA do Grupo 6 - Turma 32 do CEO do Futuro

Projeto Social CODANDO HELIPA do Grupo 6 - Turma 32 do CEO do Futuro

Ampliando horizontes através da programação


O Problema

A desigualdade social é uma questão que há anos vem produzindo o distanciamento do acesso de certos grupos menos favorecidos a condições básicas de sobrevivência. Nesse sentido, de acordo com o coefIciente de Gini, que mede a desigualdade em um determinado local, o Brasil encontra-se na faixa dos países com alto índice de desigualdade social.

No Brasil hoje mais de 13 milhões de pessoas moram em comunidades carentes, segundo pesquisas realizadas pelo Instituto Locomotiva e Cufa em Março/2020; só em Heliópolis, são cerca de 210 mil habitantes, e é considerada a maior comunidade do estado de São Paulo. E um estudo realizado pelo Observatório De Olho na Quebrada juntamente com a Unas (União de Núcleos e à Associação dos Moradores de Heliópolis e Região), identificou que as famílias com menor renda (até 2 salários mínimos) foram duramente impactadas, e 59% deixaram de trabalhar após o isolamento e que 80% tiveram perda de renda.

Através do processo se imersão, utilizando empatia e escuta ativa  identificamos em   conversas com moradores e líderes da comunidade de Helipa, que as crianças e adolescentes estavam com muito tempo livre, e em pesquisas identificamos que apenas 55% possuem computador e 94% nunca ouviram falar de programação. 

Desta forma, convergindo as informações provenientes de pesquisas, bem como aquilo que a comunidade trazia como válido, identificamos como problema a ausência de elementos que proporcione a inclusão da comunidade ao mundo digital, bem como possibilita a perspectiva de carreira nesse setor.


fgd

 

A Solução

Nosso questionamento era como ajudar crianças que estavam com muito tempo livre, e que precisavam ocupar o tempo com opções que fossem valiosas para o futuro, e pudesse incluir no mundo digital. Então com o foco em atender o problema da Educação hoje, mas que possa impactar na empregabilidade do futuro, elaboramos nosso projeto: O Condado Helipa. 

Com o intuito de ensinar a linguagem da programação, apresentando os conceitos básicos do pensamento computacional e da criação de jogos simples, aplicando a linguagem da programação em blocos com o Skratch. 

Buscamos utilizar o ecossistema de ferramentas, sites e aplicativos  já utilizados pela nossa persona. Nesse sentido, de forma prática, gravamos aulas teórico-práticas e disponibilizamos pela plataforma Youtube. Além disso, acompanhamos o desenvolvimento teórico dos alunos e possíveis dúvidas de perto, através de mensagens de suporte via o aplicativo Whatsapp.

 Buscando utilizar a estratégia de possibilitar um solução tecnológica mais inclusiva possível dividimos a jornada de aprendizagem em duas fases:

I- Introdução ao Pensamentos Computacional:

Constitui-se de 5 (cinco) aulas de Pensamento Computacional, que é uma habilidade fundamental para qualquer pessoa, para análise e resolução de problemas. De forma a pensar e entender com um computador. Nesse primeiro momento, trabalhamos os conceitos de: programação e algoritmos; operadores lógicos; bug e debug; estrutura condicional. 

II-  Introdução a Programação com o Skratch

Expressa-se em 3  (três) aulas de Introdução a Programação com o Skratch, onde fizemos uma parceria com o Happy Code. Utilizando dos vídeos já disponíveis no youtube, ensinando como utilizar o aplicativo Scratch e como desenvolver um jogo, aplicando os conceitos da programação, mantendo o suporte e acompanhamento via Whatsapp.

 

 

A Persona

Nossas aulas e desafios foram desenvolvidos com foco para crianças de 09 a 13 anos moradores de Heliópolis e região, que estavam  com o tempo ocioso devido ao contexto da pandemia, portanto sem aulas e sem muitas opções de atividades e lazer. De forma adicional, identificamos nesse grupo que havia um grande interesse por jogos e tecnologia, por mais que as opções fossem limitadas. Então decidimos atuar nesse gap para desenvolver educacionalmente, e quem sabe construir o futuro de nossos alunos.

 

O Mercado

Após identificar a nossa persona e a necessidade que esta apresentava, o próximo passo foi em desenvolver um curso de programação voltado para esse público.

Levando em consideração as ferramentas e o tempo disponíveis, estabelecemos uma forma de validação orgânica. Nesse segmento, uma grande fonte de apontamentos de adaptações e possíveis melhoras, se estabeleceu nas indicações das próprias crianças através da expressão das suas dúvidas, dificuldades e nível de interesse com a respectiva aula. 

Durante as nossas pesquisas e benchmarking pode ser observado que canais como Happy Code Brasil, e também projetos como a Codeclub Brasil já tinha esse propósito. Estes usam o Scratch, software desenvolvido pelo MIT e utilizado para o ensino de programação de crianças, com uma linguagem intuitiva e responsiva, baseado no conceito do lego. Porém, identificamos que os cursos focava em somente em ensinar as crianças a programar por meio de um software, todavia que um bom programador não somente sabe programar utilizando um determinado software, ele também tem que desenvolver certas skills, principalmente as de entender os problemas que deve resolver, abstraí-los e decompô-los. E por isso, focamos em ensinar os conceitos de pensamento computacional, ou seja, ensinar a forma pragmática que um computador lê e interpreta os algoritmos, e principalmente escrever um código de modo que o computador possa interpretar e executar o algoritmo. Os conceitos abordados durante o curso foram: programação e algoritmos; operadores lógicos; bug e debug; estrutura condicional; primeiros passos com Scratch.

Apesar das grandes mudanças e perspectivas que trouxemos para as crianças através do nosso curso, este não estaria completo sem viabilizarmos um forma de manter a sustentabilidade dos nossos esforços. Pensando nisso, disponibilizamos através das nossas redes sociais (Facebook, Drive e Youtube) todos os materiais, bem como suas correções, para que tanto os nossos  alunos como os futuros novos consumidores do nosso conteúdo possam ter a autonomia e liberdade para consumir nosso material.

 

Resultados

Nossa divulgação aconteceu através de grupos de whatsapp, líderes da comunidade e grupos de facebook. Tivemos 12 inscritos, sendo 6 meninos e 6 meninas. Em nossa página do Youtube tivemos mais de 168 visualizações em nossos vídeos, e 40% entregou pelo menos um dos desafios. 

Ao finalizarmos as aulas tivemos 25% dos alunos completando as aulas e desafios, o que hoje com a gama de cursos e opções onlines se mostra um dado muito valioso. Entretanto como Codando Helipa acreditamos que nossos resultados foram muito além de números, e sim quando recebemos relatos de nossos alunos como os agradecimentos da Fátima, mãe de nossos alunos Chrystian e André; e também ver que nossa aluna Stephanie venceu a dificuldade e entregou o desafio final:

Em nossos estudos identificamos que cerca de 60% de nossos alunos não têm computador em casa.  E sabemos o quanto isso pode ser um limitador nos dias de hoje, principalmente em tempos de ensino a distância.

Portanto, decidimos premiar com um notebook o aluno de destaque, assim este prêmio poderá ajudar no seu desenvolvimento educacional, e quem sabe construir o futuro de dois de nossos alunos. Então criamos uma vaquinha para arrecadação de dinheiro necessário para compra do prêmio, e em 06/07 finalizamos a arrecadação alcançando e ultrapassar a meta de R$2500,00. Agora estamos aguardando até o dia 18/07 quando o dinheiro estará disponível para saque e assim poderemos premiar nossos alunos destaque.

 

Nosso time

Nosso Pitch

Codando Helipa está no Facebook e no Youtube

 

COMUNIDADE CEO DO FUTURO
Ler matéria completa
Indicados para você